Sexta-feira, 10 de Abril de 2009

Capítulo 26 e 27- Crime ou acto de amor?

Hello loves..

A Sofia não está ca, por isso vim postar por ela! Mais dois capítulos para todas as pessoas que sempre acompanharam o blog! Ela pediu para eu agradecer a todas as que comentaram e manda um beijinho para todas...

P.s- eu já posto, vou so acabar de passar =)

 

Anica

 

 

- Que… beleza – suspirou Bill.

- Dá que pensar não dá?

De facto, apesar de ser uma praia normal tinha algo diferente, dava realmente que pensar. Talvez fosse pela areia fininha ou pela brisa que passava e se respirava puramente ou ainda pelo mar completamente azul, translúcido e tranquilizante, embora fosse um pouco agitado.

Era uma praia deserta e escondida.

- Então este é o teu “sítio especial”?

Ela limitou-se a abanar a cabeça em sinal de concordância e perguntou:

- Então, queres descer? – encontravam-se no alto de uma falésia, um miradouro com uma vista magnífica sobre o mar.

- Sim, vamos – deram a mão e começaram a descer.

 

 

*

  

- Bill, olha para trás – caminhavam na areia e aproximavam-se do mar.

- As pegadas na areia – constatou ele.

- As nossas. Juntas.

Bill olhou de novo em frente. O mar. O fim do caminho era o mar. Seria o mar o fim? Não! Claro que não. Não havia fim. Ele sorriu para o ar e concluiu:

- Elas estarão sempre juntas.

- As pegadas?

- Sim. Nós. As pegadas somos nós. São os nossos caminhos.

Sentaram-se na areia, encostados um ao outro. Era tão bom estar ali naquele momento um com o outro, é inexplicável. Não era uma espécie de momento romântico. Era um momento parado no tempo. Intocável. Inquebrável.

Ele virou a cara e olhou para ela. Ela imitou-o. Ela era tudo. Sem quebrar o contacto visual aproximou a sua cara e puxou a dela, fechou os olhos. Estavam tão perto. Estavam juntos. Beijaram-se. Abraçaram-se.

- Bill, por que fizeste tanto por mim? Por que me ajudaste tanto? Praticamente nem me conhecias.

- Nem eu sei bem. Talvez já pressentisse isto – disse enquanto roçava o seu nariz nos lábios dela – isto que há entre nós. Aliás, entre nós não há nada, porque nós somos um ser unificado. É em nós.

- Tu fazes mais pela minha felicidade do que pela tua.

- Não percebes? O brilho no teu olhar é o brilho no meu olhar, o teu sorriso é o meu sorriso, a tua felicidade é a minha felicidade.

 

 

 

 

_____________________________________________________________

 

 

- Estás a tentar dizer-me alguma coisa?

- Sim, estou. Estou a tentar dizer-te… que te amo.

Beijou-o. Fazia sentido com ele. Empenharam-se naquele beijo como se de algo superior se tratasse, como se da vida se tratasse. Porque o era. Sentiram-no.

 Estavam enrolados na areia, tal como no corpo um do outro. Não havia roupas já. Que pureza. Nunca deixaram de sentir o outro. Conseguir sentir um toque exterior, um toque na pele, é fácil para todos. E sentir um toque no interior, no coração? Isso já não era fácil, não para qualquer um. É único. Mas eles conseguiam sentir e tocar o coração um do outro. Isso só por si já explicava tudo. Não havia nada à volta deles. O que interessava se estavam num local público se ele não existia? No mundo de Bill apenas existia Natalie e no mundo de Natalie apenas existia Bill.

Bill passou através do corpo dela e chegou mais fundo, penetrou-lhe a alma. Aqueles corpos encaixavam, moldavam-se, tinham sido concebidos um para o outro, para receber o outro. E, quando ainda conseguiam pensar, tiveram a única certeza que aquilo era para a eternidade, não existiriam barreiras, obstáculos capazes de o quebrar. Eles não só fizeram amor, como viveram o amor, sentiram, constataram. Não era nada que se tocasse ou explicasse. Era tão mais do que isso!

Aquilo era de outro mundo, entraram noutra dimensão.

E foi então que, novamente, ouviram a música. Aquela que os tornava capazes de fazer algo que todos os seres humanos sempre desejaram: voar. A música, outra vez. Era a primeira e a última canção de sempre. A música era o tudo.

Beijou-a e selou aquela música. Aquele momento, que provou que a perfeição existe e esta perfeição não era daquelas banais, era a Perfeição.

Mas, tal como em tudo, a perfeição não é para sempre. Sentaram-se na mesma posição em que se encontravam no início, como se aquilo tivesse sido um sonho, imaginação. Ambos sabiam que não era. Os sonhos não são tão reais. Se bem que, se introduzirmos na definição de sonho, a perfeição, sim, podia perfeitamente ter sido um sonho. Um sonho vivido, verdadeiro, real. 

Os olhos já não escondiam nada, tudo tinha sido desvendado. Por isso olharam-se com tal profundidade que chegaram a ter medo de não conseguirem sair mais de lá. Mas no medo descobriram o conforto de lá estar, de lá ficar.

O testemunho daquele elemento, o mar, foi fundamental. O mar seria o destino deles. A continuação, se seguissem o caminho. A continuação do caminho das pegadas.



sinto-me: blah
música: Neil Young-Horse with no name

publicado por ourfanfiction às 22:53
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Miss Kaulitz a 10 de Abril de 2009 às 23:40
ola +.+
ficou lindo :3 o Bill e a Natalie realmente amam-se perfundamente, escreves muito bem mesmo ;D
quero mais pleasee
beijooo


De Eng.Kaulitz a 11 de Abril de 2009 às 17:31
Hallo^^

*.* Estou de boca aberta, descrições brilhantesm profundas carregdas de sentimento...Adorei...escreves tão bem...

Ele são perfeitos um para o outro é pena os outros nao a aceitarem como o Bill desejava :S

MAISS

Kuss***


De ourfanfiction a 12 de Abril de 2009 às 14:34
MY GOD SOFIA! amei este capítulos! a tua descrição matou-me! adorei..nem sei como hei de explicar! ESTOU EM CHOQUE:
Sentaram-se na areia, encostados um ao outro. Era tão bom estar ali naquele momento um com o outro, é inexplicável. Não era uma espécie de momento romântico. Era um momento parado no tempo. Intocável. Inquebrável.
Não percebes? O brilho no teu olhar é o brilho no meu olhar, o teu sorriso é o meu sorriso, a tua felicidade é a minha felicidade."
Eu acho que se mostrasses isto a stora de portugues, ela caía para o lado! Sofia, tu tens um dom. Tu nao tens noção...estou histerica! Está realmente PODRE!
Eu dou-te os meus sinceros parabéns!
Tens um vocabulário muito rico, no entanto os sentimentos que querias transmitir, revelam-se na tua escrita! Muitas pessoas nao o conseguem fazer, no entanto tu conseguiste!
:D

I LOVE YOU, SOOO MUCH!

Anica



De Melancia a 14 de Abril de 2009 às 22:42
Oh meu deus! Os capitulos estao LINDOS! Nao sei ao certo por onde comecar...as descricoes, as metaforas, o vocabulario, as personagens, a originalidade, o desenvolvimento, td no seu conjunto forma uma historia linda, caracteristica de uma pureza unica! O sentimento vivido é mais q explicito, é facil de visualiza lo, de compreende lo, de senti lo! A forma como apresentas o sentimento partilhado revela a complexidade do mesmo! É vivido intimamente, e isso é notorio devido á forma como ambas as personagens se expressam! AMO ESTA FIC! AMO TUDO NELA! Só tu consegues provocar este efeito em mim, alias so tu o conheces e agradeco te! AMEI!

Obrigada piki :D
amo.te


Comentar post


. ver perfil

. seguir perfil

. 17 seguidores

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


.posts recentes

. ...

. Chapter 11- Is it destiny...

. Chapter 10- Times like th...

. Capítulo 36 - Crime ou ac...

. Capítulos 34 e 35 - Crime...

. Chapter 9- Times like thi...

. Chapter 8-Times like this...

. Chapter 7- Times like thi...

. We´re back! [EDITADO]

. Capítulos 32 e 33 - Crime...

.posts recentes

. ...

. Chapter 11- Is it destiny...

. Chapter 10- Times like th...

. Capítulo 36 - Crime ou ac...

. Capítulos 34 e 35 - Crime...

. Chapter 9- Times like thi...

. Chapter 8-Times like this...

. Chapter 7- Times like thi...

. We´re back! [EDITADO]

. Capítulos 32 e 33 - Crime...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.tags

. crime ou acto de amor(22)

. is it destiny?(11)

. times like this(9)

. back(1)

. fanfiction(1)

. hallo(1)

. i´m sorry(1)

. info e georg(1)

. informação(1)

. last kiss(1)

. layout(1)

. the man who can't be moved(1)

. todas as tags

.links

.Fans online

online

.pesquisar

 

.Visitas

Hospedagem
Hospedagem
SAPO Blogs

.subscrever feeds