Terça-feira, 21 de Julho de 2009

Capítulo 36 - Crime ou acto de amor?

Hey outra vez! Estou de volta.

 

Antes de mais, quero agradecer à minha Anica o trabalho dela no blog. O layout (que eu amei) por ter postado por mim e tudo. Obrigada pela dedicação amor :D És a melhor.

 

Segundo queria informar que concordo com a Anica em relação à decisão que referiu no post anterior acerca de não postar mas decidi tentar novamente e depois logo se verá. Obrigada a quem perguntou pela minha fic também, é bom saber que gostam.

 

Este capítulo é mesmo decisivo, sei que posso desiludir mas foi o motivo que me levou a escrever a fic. Espero que gostem :D

 

Kiss

 

(continuo a aconselhar a música "Almost Lover" para acompanhar) 

 

 


 

 

- Não digo isto de ânimo leve, acredita. Pensei muito. Não tenho feito outra coisa. Sabes que eu nunca mais vou sair daqui…
- Nat…
- Não me interrompas por favor! Não quero estar com rodeios. A minha vida acabou. Não há nada a fazer, todos sabemos disso – Bill queria intervir mas não o fez – eu já não sirvo para nada. Eu queria pedir-te Bill… acaba com este sofrimento!
- O quê?! – ele não tinha a certeza de ter percebido bem a intenção com que Natalie dissera aquelas palavras.
- Isto é tão difícil! Eu juro que se pudesse pedir a outra pessoa pedia, mas não posso. Eu tinha de pedir-te a ti.
- Natalie, tu não queres dizer…
- Sim… Eu quero que tu acabes com isto! Desculpa. Eu própria o faria se conseguisse.
Bill, tal fora o choque que tivera, não conseguiu articular uma única palavra. Ficou apático com o olhar fixo nela.
- NÃAO! NUNCA! – berrou a plenos pulmões quando finalmente saiu do estado de transe.
 
Levantou-se e correu. Saiu dali. Estava completamente desorientado, os acontecimentos, as palavras não faziam nexo na sua cabeça. Como é que ela seria capaz de pôr a hipótese de que ele seria capaz de… NÃO! Era intolerável essa ideia.
 
No entanto não conseguia expulsá-la da sua cabeça. Toda a noite foi ocupada com o retinir insuportável que a ideia lhe provocava. Ouvia as palavras de Natalie outra e outra vez a soarem no seu cérebro. Virava-se e revirava-se na cama. Suava. Estava desesperado.
 
No dia seguinte de manhã não conseguiu ir ao hospital. Em vez disso percorreu o “seu” jardim vezes e vezes seguidas. Queria esvaziar a mente por um minuto que fosse mas isso era impossível. O jardim onde tudo começara, onde de facto conhecera realmente Natalie, estava a toda a sua volta mas desta vez nem ele o conseguiu ajudar.
 

 

sinto-me: good
música: Flightless Bird, American Mouth - Iron and Wine

publicado por ourfanfiction às 01:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

. ver perfil

. seguir perfil

. 17 seguidores

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


.posts recentes

. Capítulo 36 - Crime ou ac...

. Capítulos 34 e 35 - Crime...

. Capítulos 32 e 33 - Crime...

. Capítulos 30 e 31 - Crime...

. Capítulos 28 e 29 - Crime...

. Capítulo 26 e 27- Crime o...

. Capítulos 23, 24 e 25 - C...

. Capítulos 21 e 22 - Crime...

. Capítulos 19 e 20 - Crime...

. Capítulos 17 e 18 - Crime...

.posts recentes

. Capítulo 36 - Crime ou ac...

. Capítulos 34 e 35 - Crime...

. Capítulos 32 e 33 - Crime...

. Capítulos 30 e 31 - Crime...

. Capítulos 28 e 29 - Crime...

. Capítulo 26 e 27- Crime o...

. Capítulos 23, 24 e 25 - C...

. Capítulos 21 e 22 - Crime...

. Capítulos 19 e 20 - Crime...

. Capítulos 17 e 18 - Crime...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.tags

. crime ou acto de amor(22)

. is it destiny?(11)

. times like this(9)

. back(1)

. fanfiction(1)

. hallo(1)

. i´m sorry(1)

. info e georg(1)

. informação(1)

. last kiss(1)

. layout(1)

. the man who can't be moved(1)

. todas as tags

.links

.pesquisar

 
SAPO Blogs

.subscrever feeds